Documento único de transporte, proposta útil para todos usuários
28-01-2020 12:00:13 (107 acessos)
Documento único, emitido por meio eletrônico, que substituirá todos os utilizados atualmente em operações de transporte. Esta é uma das propostas que a Câmara Federal vai discutir no ano legislativo de 2020. Se aprovada é medida útil a todos os usuários que ficam privados do benefício quando se deslocam de uma cidade para outra, dentro do Brasil. Ideia é do deputado Jerônimo Goergen (PP - Rio Grande do Sul) com justificativa de "simplificar" a emissão de documento e "reduzir custos".

Objetivo é estabelecer um documento único, emitido por meio eletrônico, que substituirá todos os utilizados atualmente em operações de transporte. Acredita que a medida pode simplificar e desburocratizar o registro dessas operações, consequentemente reduzindo custos.

“De acordo com levantamento realizado pelo Ministério da Infraestrutura, atualmente existem mais de 30 documentos associados direta ou indiretamente a operações de transportes no País”, observa o autor. “O DT-e se constitui no principal instrumento de desburocratização dessas operações, no contexto das políticas de governo digital, e consiste na junção de três conceitos fundamentais: informação, integração e inteligência”.

Projeto de Lei 6093/19 cria o Documento Eletrônico de Transporte (DT-e), a ser regulamentado pelo Ministério da Infraestrutura como instrumento único de contrato de serviço de transporte em todo o território nacional. A proposta está em análise na Câmara dos Deputados.

Segundo o texto, o DT-e conterá todos os dados tributários, logísticos, comerciais, financeiros, sanitários e demais obrigações acessórias relativas a operações de transporte nas esferas federal, estadual e municipal. A proposta estabelece ainda que obrigação do transportador emitir o DT-e antes de executar qualquer operação de transporte.

Tramitação
O texto será analisado em caráter conclusivo pelas

comissões de Viação e Transportes; de Finanças e

Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

Fonte: Agência Câmara
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

hefvT