Situação difícil faz Chile desistir de sediar Conferência da ONU
Não havera mais reuniao sobre o clima em Santiago do Chile, por causa da situação difícil
30-10-2019 19:57:04 (444 acessos)
Depois da desistência do Brasil, o Chile também não vai mais hospedar a Conferência Internacional sobre Mudança Climática (COP 25). Foi o próprio Sebastian Piñera que oficializou (191030) comunicado ao secretário-geral António Guterres. Alegou que o "Chile está “atravessando uma situação difícil”. Patricia Espinosa, secretária-executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), anunciou que já está procurando outro país para sediar o evento.

Conferência sobre Mudança Climática estava marcada para a capital Santiago (Chile) entre os dias 2 e 13 de dezembro de 2019. Em nota, a Secretária fala da importância do evento e sobre esforços que levem à realização com os debates sobre desafios do controle do aquecimento global, causado pela poluição.

A Conferência sobre Mudança Climática é uma das mais importantes no calendário da ONU. Há um quarto de século os participantes que chegam a 35 mil, se reúnem num país-sede, selam compromissos e acordos. Em 2015, na França, foi aprovado o Acordo de Paris para o clima.

Noticiario (www.noticiario.com.br) sempre colocou a opinião contrária a essas megareuniões, porque não resultam positivas diante da mobilização financeira que exigem. Prova disso é o tempo gasto até aqui sem soluções para a defesa ambiental. 

Governo do Chile também desistiu de sidar a Conferência Ásia-Pacífico, para discutir desenvolvimento e cooperação. Uma perda mgrande para os países em desenvolvimento. 

 

Fonte:
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

795Yv