Itália usa inteligência para descobrir quem ajudou Battisti em 5 países
15-01-2019 17:27:23 (629 acessos)
Descobrir quais as pessoas ou países que ajudaram o terrorista Cesare Battisti, é o empenho da inteligência policial italiana. Há preocupação em revelar a trama, para que bem intencionados não continuem submetido0s a riscos. No caso do Brasil já se sabe que há dezenas de interessados que decidiram e protelaram a devolução do condenado à origem.

Sabe-se também que o presidente a cúpula dirigente do STF não agiu corretamente quando anunciou medidas sem antes preparar a Polícia Federal e organismos de segurança, para evitar a fuga do extraditado. Responsáveis pela trama que beneficiou Battisti serão obrigados a dar explicações. Possivelmente, o assunto vai ainda gerar condenações no cenário internacional.

Presidente brasileiro Jair Bolsonaro já é uma das personalidades mais festejadas na Itália pela decisão que adotou em executar a extradição, rapidamente. Nos ambientes políticos discute-se encontros de homenagem para futuro muito breve; mas primeiro é preciso descobrir os autores da demorada proteção e puni-los.

Ex-terrorista quer tem mais de 64 anos de idade edeverá ficar isolado pelo menos 12 meses numa prisão de segurança máxima, situada na Sardenha. Penitenciária Massama, é conhecida pelo rigor dedicado aos apenados que ali são colocados. Há um consenso de que a justiça não vai relaxar da execução da pena pedrpétua poelo assassinato de 4 de pessoas nos anos 70; em nome do grupo Proletários Armados pelo Comunismo, um braço das Brigadas Vermelhas. 

No Brasil desde 2004, o italiano foi preso três anos depois. O governo da Itália pediu sua extradição, aceita pelo Supremo Tribunal Federal - STF. Contudo, no último dia de mandato, em dezembro de 2010, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu que Battisti deveria ficar no Brasil, e o ato foi confirmado pelo STF.

 

 

 

Fonte:
 

 Não há Comentários para esta notícia

 

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Noticiario, não reflete a opinião deste Portal.

Deixe um comentário

LKSkN