Jessye Norman, soprano - Falecimento em 30 de setembro

Jessye Mae Norman nasceu em Augusta, Geórgia, EUA.

Revelou-se uma das sopranos mais expressivas e admiradas do mundo. Foi ganhadora quatro vezes do Grammy.

Era considerada uma soprano dramática verdadeira, associada particularmente aos papéis das óperas de Verdi e Beethoven

Tornou-se muito admirada pelas qualidades emocionais expressivas e estilo intelectual formidável.

Em outubro de 1980, Norman retornou para as óperas com o papel título Ariadne auf Naxos, de Richard Strauss, na Ópera Estatal de Hamburgo. Estreia operística nos Estados Unidos viria apenas em 1982 com a Companhia de Ópera da Filadélfia, aparecendo em Oedipus Rex, de Ígor Stravinsky, e em Dido e Eneias, de Henry Purcell.

Em 1983, estreou  no Metropolitan Opera com Les Troyens, de Hector Berlioz, uma produção que marcou o centésimo aniversário da companhia.

Cantou na celebração do sexagésimo aniversário da Rainha Elizabeth II, em 1986, ano em que também apareceu como solista das Quatro últimas canções (Vier Letzte Lieder) de Strauss com a Orquestra Filarmônica de Berlim em turnê nos Estados Unidos.


 
∗  15/09/1945
†  30/setembro/2019

Seja o primeiro a comentar esta homenagem.

Comente esta homenagem 

 

F38u7i