Doris Day, atriz e cantora - Falecimento em 13 de maio

Doris Mary Ann von Kappelhoff, conhecida como Doris Day nasceu em Cincinnati, EUA. Começou a carreira como cantora de Big bands em 1939. Com a primeira gravação, Sentimental Journey (1945), adquiriu popularidade. Depois de deixar Les Brown & His Band of Renown para a carreira solo, tornou-se uma das mais populares e aclamadas cantoras do século XX. Gravou mais de 650 músicas de 1947 a 1967. Romance em Alto-Mar, de 1948, foi o primeiro filme. Todos os demais tiveram sucesso financeiro. Foram musicais, comédias e dramas. Doris Day desempenhou o papel principal em Ardida como pimenta (1953) e estrelou O Homem Que Sabia Demais (1956), de Alfred Hitchcock. Contracenou com James Stewart. Trabalhos mais conhecidos no cinema foram as comédias Confidências à Meia-Noite (1959) e Eu, Ela e a Outra (1963). Depois de 1968, estrelou comédia da CBS, The Doris Day Show (1968-73). Na carreira obteve premiações do Grammy Lifetime Achievement Award e Legend Award da Society of Singers. Em 1960, foi nomeada para o Oscar de Melhor Atriz, e, em 1989, recebeu o Prêmio Cecil B. DeMille pela contribuição ao mundo do entretenimento. Em 2004, foi premiada com a Medalha Presidencial da Liberdade pelo Presidente George W. Bush, seguida em 2011 pelo Achievement Award da Los Angeles Film Critics Association. Dos 4 casamentos deixou o filho Terry Melcher, que faleceu em 2004. Desde a morte dele, Doris levava uma vida reclusa e solitária, dedicando-se exclusivamente à proteção de animais na Doris Day Pet Foundation, trabalho que realizou por várias décadas. Era isso que fazia ao falecer vítima de pneumonia, na residência de Carmel Valley, Califórnia.
 
∗  03/04/1922
†  13/maio/2019

Seja o primeiro a comentar esta homenagem.

Comente esta homenagem 

 

N7VxK4