Burton Leon Raynolds, Jr ou Burt Raynolds - Falecimento em 06 de setembro

Raynolds tornou-se famoso no cinema por papeis como de Lewis Medlock em Deliverance, Bobby "Gator" McCluskey em White Lightning, Paul "Wrecking" Crewe em The Longest Yard, o treinador Nate Scarborough na refilmagem de 2005 de The Longest Yard, Bo em Bandit Darville, em Smokey and the Bandit, McClure em The Cannonball Run, a voz de Charlie B. Barkin em All Dogs Go to Heaven, e Jack Horner em Boogie Nights.

É uma das personalidades norte-americanas de televisão e cinema mais reconhecidas, com participação em mais de 90 filmes e 300 aparições na televisão.

Famoso, o ator de Hollywood recusou o papel de James Bond em 007, após aposentadoria do principal ator Sean Connery. Argumentou que um norte-americano jamais poderia interpretar tal papel.

Teve nada menos que 12 relacionamentos com mulheres norteamericanas e europeias.

Mas o final da vida desse artista foi tumultuado por implicações com o fisco e dívidas. Meteu-se a empresário com time de futebol e restaurantes. Não teve sucesso e herdou dificuldades imensas, quando não conseguiu vender a propriedade de quase US$ 1 bilhão. E morreu em atropelos financeiros.

Reynolds trabalhou em empregos peculiares enquanto esperava por uma

oportunidade como ator. Serviu como garçom, lavou pratos, dirigiu um

caminhão de entregas e trabalhou como segurança no Roseland Ballroom.

Foi enquanto trabalhava nas docas que Reynolds recebeu a oferta de U$ 150

para pular através de uma janela de vidro em um programa de televisão ao vivo.

Estreiou na Broadway em Look, We ve Come Through em 1959. Teve a sorte

da proteção da estrela de cinema e teatro Joanne Woodward.


 
∗  11/02/1936
†  06/setembro/2018

Seja o primeiro a comentar esta homenagem.

Comente esta homenagem 

 

UstehU