01/08/2017 (20:26)

Maconha Compromete o Pulmão, a Memória e Provoca Síndrome do Pânico

Maconha pode levar ao comprometimento do pulmão. Também

desenvolve doenças, entre as mais graves a síndrome do pânico.

Maconha piora a memória

Adultos que se tornam dependentes de maconha antes dos 18 anos tiveram resultados piores em testes de memória e inteligência do que não usuários, indica um estudo que acompanhou cerca de 1000 neozelandeses do nascimento até os 38 anos.

Durante esse tempo, os participantes da pesquisa, realizada por cientistas da Universidade Duke (EUA) e do King's College de Londres, foram submetidos a entrevistas periódicas, para dizer se estavam usando maconha e com que frequência, e a testes de QI (coeficiente de inteligência) e outros exames de memória, raciocínio, processamento visual, entre outros.

 

Segundo Terrie Moffitt, professora de psicologia e neurociência

do King's College, a longa duração do estudo dá segurança

para afirmar o risco trazido pela maconha para

jovens e a relativa segurança de uso com início na idade adulta.

 

A pesquisa sobre efeitos no pulmão já concluiu os efeitos nocivos, no Reino Unido, mas está prosseguindo.

Séria advertência.

Fumar maconha regularmente pode levar ao desenvolvimento de uma grave síndrome pulmonar, antes associada apenas ao consumo de cigarros comuns e heroína, disseram médicos britânicos.

Uma pesquisa do Hospital Real de Glasgow detectou aumento na incidência da doença em pessoas de 25 a 40 anos que nunca ou raramente fumaram cigarros comuns, noticiou o jornal "The Independent". A doença é uma forma de enfisema em que grandes cistos cobrem o pulmão, restringindo os alvéolos e, em conseqüência dificultando a entrada de oxigênio no sangue.

 

Segundo o jornal, um usuário de maconha que nunca experimentara cigarro comum, teve que ser submetido a um transplante de pulmão, na cidade de NewCastle.

Mark Johnson, que chefiou a pesquisa do hospital de Glasgow, disse ter detectado nos pulmões de pessoas que fumavam 2 ou 3 baseados por dia, danos associados à doença, comparáveis aos sofridos por pessoas que fumavam mais de 20 cigarros comuns por dia.

Os médicos esclareceram que a pesquisa é preliminar e que ainda se sabe muito pouco sobre a incidência da doença. Mas disseram que o fato de o usuário de maconha tender a tragar e prender a fumaça 4 vezes mais tempo nos pulmões, os expõe a uma quantidade muito maior de substâncias tóxicas. A ausência de filtro nos cigarros de maconha seria outro agravante.

 

3 comentários para a dica

Avatar

izabela Bastos

04/10/2014 às 08:59

Morro de pena dessas pessoais,pois tem tantas coisas mais gostosas na vida,e minha criação essas pessoas que se utilizam de qualquer coisas que fazem mal a saude,ainda não sabem o que é viver.Mas como diz a biblia:vc tem o livre arbitrio para escolher,e francamente que escolha.somente as pessoas curiosas,traumatizadas seja de qualquer tipo,se utilizam de subterfugio para sair de sua realidade de sofrimento por algumas horas,e logo após a ação malefica volto para o uso,como se isso fosse resolver seus problemas,e é como muita pena.Pois aprendemos tudo na vida,e mais tarde estudandamos a biblia é quando se descobre:O QUE REALMENTE ESTAMOS FAZENDO AQUI NA TERRA,AMEN.,ESTUDE A BIBLIA,porém sem RADICALISMO.FIQUEM COM Deus.

Avatar

Adriana

08/05/2014 às 10:56

Bela matéria. Há ainda falta de informação dos males causados. Tá na hora do povo fazer MARCHA para bons Hospitais, boas escolas, contra violencia, e nao para a liberaçao desta droga.

Avatar

beto

02/11/2013 às 20:14

para estudar o texto e boa prova

Comente esta dica 

 

Zltk1g