Jürgen Habermas, filósofo e sociólogo - Aniversário em  18 de junho

Jürgen Habermas nasceu em Düsseldorf, Alemanha.

Filósofo e sociólogo alemão que participa da tradição da teoria crítica e do pragmatismo, sendo membro da Escola de Frankfurt. Dedicou a vida ao estudo da democracia, especialmente por meio das teorias do agir comunicativo (ou teoria da ação comunicativa), da política deliberativa e da esfera pública. 

É conhecido pelas teorias sobre a racionalidade comunicativa e a esfera pública, sendo considerado um dos mais importantes intelectuais contemporâneos.

Associado à Escola de Frankfurt, foi assistente de Theodor Adorno. Coopera com este na crítica ao positivismo lógico, especialmente à influência deste na Sociologia. Desenvolve a teoria dos interesses cognitivos, em sintonia com o pensamento de Herbert Marcuse, especialmente em relação ao interesse emancipatório. Desde o início, a obra transita ao redor da categoria da interação.

O trabalho de Habermas trata dos fundamentos da teoria social e da epistemologia, da análise da democracia nas sociedades sob o capitalismo avançado, do Estado de direito em um contexto de evolução social (no qual a racionalização do mundo da vida ocorre mediante uma progressiva libertação do potencial de racionalidade contido na ação comunicativa, de modo que a ação orientada para o entendimento mútuo ganha cada vez mais independência dos contextos normativos) e da política contemporânea, particularmente na Alemanha.

No sistema teórico, nomeadamente quando desenvolve o conceito de democracia deliberativa, indica as possibilidades da razão, da emancipação e da comunicação racional-crítica, latentes nas instituições modernas e na capacidade humana de deliberar e agir em função de interesses racionais.

Habermas é, também, conhecido pelo trabalho sobre a modernidade e particularmente sobre a racionalização, nos termos originalmente propostos por Max Weber.

O pensamento de Habermas também tem sido influenciado pelo pragmatismo americano, pela teoria da ação e mesmo pelo pós-estruturalismo. Trabalhos do filósofo têm sido estudados, debatidos e aplicados em vários campos do conhecimento, desde as Ciências da Comunicação ao Jornalismo, da Sociologia à Ciência Política, da Filosofia da Linguagem ao Direito, com enormes contribuições quanto especialmente ao giro no sentido da concepção de democracia deliberativa.

Seja o primeiro a comentar este aniversário.

Comente este aniversário 

 

NmPSIr